Polícia apreende armas de grosso calibre em Aparecida de Goiânia
03/11/2016 17:37 em Estadual

Apreensão foi a maior realizada em Goiás neste ano. Suspeita é que armamento seria utilizado em um roubo a banco.

 

Após dois meses de investigações, agentes do Grupo Anti Roubos a Bancos (GAB) e da Gerência de Operações de Inteligência (GOI) da Polícia Civil de Goiás encontraram, dentro de um veículo que estava em Aparecida de Goiânia, armas de grosso calibre e muita munição. A suspeita da polícia é que os dois fuzis, a metralhadora e uma pistola seriam usadas durante um roubo a banco previsto para acontecer nos próximos dias no interior de Goiás.

Investigações que começaram há três meses, segundo o delegado Alex Vasconcelos, titular do GAB da Deic, indicavam que uma quadrilha composta por criminosos do Pará e de São Paulo estava se articulando para agir em Goiás. Após diligências, os agentes chegaram até um Renault Clio com placas de São Paulo que estava em cima de um guincho no estacionamento de uma transportadora na Vila Maria, em Aparecida de Goiânia.

Escondidos e embalados atrás do painel do veículo, que tinha sido trazido do Pará no início do mês passado, os agentes encontraram dois fuzis calibre 5.56, uma submetralhadora Uzi nove milímetros, uma pistola calibre Ponto 40 com kit rajada, vários carregadores, e 500 munições. As armas, segundo o delegado Alex Vasconcelos, são novas, e possuem um alto poder de fogo.

“Nós já sabemos quem são os criminosos que usariam estas armas, mas por enquanto não podemos divulgar sob o risco de atrapalhar a captura dos mesmos. O que posso dizer é que temos certeza de que eles atacariam uma cidade na Região Sul do Estado nos próximos dias caso nós não tivéssemos chegado primeiro e apreendido as armas”, relatou o titular do GAB.

As armas, ainda de acordo com o delegado, pertencem à uma quadrilha especializada em ataques a carros fortes e também a bancos na modalidade conhecida como “novo cangaço”. Esta, segundo ele, é a maior apreensão de armas de fogo de grosso calibre realizada pela Polícia Civil em Goiás em 2016.

 

fonte: Mais Goiás

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!